Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Jefferson: ‘Já recusei propostas para sair. Ficar em 2015 depende do projeto’

0 comentários

Compartilhe

O DIA: Como se sente sendo o grande ídolo do Botafogo na atualidade?

JEFFERSON: Estou muito feliz no Botafogo. Desde 2009, venho fazendo um ótimo trabalho. Nunca fui de me preocupar com essa divisão de idolatria. Cada um tem seu espaço. Claro que hoje minha responsabilidade é ainda maior, mas estou aqui para ajudar. Sou mais um, capitão ou não, que deseja ajudar. Fico feliz por estar fazendo minha história no Botafogo.

O DIA: Como tem encarado a grave crise financeira?

JEFFERSON: Não queria amadurecer deste jeito. Sempre procuramos o diálogo com a diretoria porque é a melhor forma de resolver as coisas. Infelizmente, o clube está passando por um momento muito difícil financeiramente. Um clube com a grandeza do Botafogo viver um momento como esse é muito triste. Mas para nós, jogadores, o foco principal é entrar em campo e honrar a camisa.

O DIA: Já rejeitou propostas para sair do Botafogo?

JEFFERSON: Já. Não posso falar o nome dos times, mas já recusamos, sim. Tiveram alguns até há pouco tempo que sabiam que estávamos com três meses de salários atrasados e colocaram proposta na mesa dizendo: “Você já tem para onde ir se sair agora”. Mas eu não trabalho desse jeito. Respeito o Lucas que fez o que está no direito dele. Mas é meu jeito de ser, hoje, não faria isso.

O DIA: Permanecerá no clube no ano que vem?

JEFFERSON: Vou ser bem sincero, tudo depende do projeto e do planejamento. Esse tem sido um ano que ninguém pode falar nada de nós jogadores . A gente tem uns 15, 16 que vão acabar o contrato no fim do ano e, até agora, nada. Não sabem se vão renovar ou sair. Hoje, posso dizer que o futuro de todos está incerto. A gente torce para que a próxima diretoria que vai entrar continue o grande projeto que estava tendo há pouco tempo. Aí, sim, vamos sentar e ver o que será melhor para todo mundo.

Comentários