Um dia após perder um pênalti na derrota do Botafogo diante do Figueirense, o atacante Jobson concedeu uma entrevista coletiva no Engenhão. O jogador pediu desculpas pelo equívoco, mas afirmou que tem “personalidade” e caso precise, vai cobrar outra penalidade para o Alvinegro.

“Não estou muito bem da cabeça. Nem dormi por causa do pênalti. Assumo as responsabilidades e peço desculpas aos torcedores e meus companheiros. Se eu tiver outro pênalti, eu bato de novo. Tenho personalidade para isso. Acertar ou errar faz parte”, afirmou.

O jogador ainda aproveitou para rebater as declarações de Mancini. Na entrevista coletiva, após a derrota do vestiário, o comandante afirmou que o atacante foi “irresponsável”, pois teria dado ordens para Murilo executar a cobrança. Jobson se defendeu dizendo que está com poucas condições de jogo e mesmo assim entrando em campo com a camisa do Botafogo.”Não me arrependo. Peguei para bater, mas também me deram a bola. Assumir a “picanha”, ninguém quer. Não sou irresponsável. Não me acho. Estou jogando lesionado para ajudar o Botafogo. Contra o Fluminense, todo mundo percebeu que eu não tinha condições. Estou me curando de uma lesão que a maioria dos jogadores nem andaria. Estou me tratando três vezes por dia irresponsável não sou”, disse.

Jobson ainda admitiu que discutiu com Vagner Mancini no vestiário. Além disso, o atacante afirmou, que após a conversa com o técnico e com os dirigentes no gramado do Engenhão, ficou decidido que ele estará presente na próxima partida do Glorioso contra a Chapecoense.

“Tivemos uma conversa hoje. Eu tive atitudes de homem. Se discutimos no vestiário foi querendo ganhar. Se ele falou coisas comigo, eu respondi. Sou pai de família tenho esse direito. Conversamos e vou para o jogo, não vão me crucificar”, concluiu.

Fonte: O Dia Online