Apesar de Eduardo Hungaro ter elogiado as atuações de Marcelo Mattos e Rodrigo Souto, é provável que um dos dois deixe a equipe para a partida de volta, quarta-feira, no Maracanã. O argentino Bolatti, que ficou no Rio de Janero recuperando-se de dores no pé direito, deve estar à disposição do treinador para o jogo decisivo.

Caso ponha em prática o esquema com dois atacantes, é provável que Hungaro barre Gabriel, que na partida de ida foi substituído por Wallyson no segundo tempo.

Durante a pré-temporada, em Saquarema, o comandante alvinegro elogiou muito o volante argentino e disse que o enxergava como o “craque” do time. Segundo Hungaro, Bolatti é o responsável por dar qualidade à saída de bola, algo que, ainda de acordo com o próprio treinador, faltou em Quito.

Com a reapresentação marcada para hoje à tarde, a comissão técnica deve ter uma ideia sobre a chance de utilização do atleta.

Fonte: Lance!