Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

LOCO ABREU ADMITE ERRO E SONHA VOLTAR NA LIBERTA: ‘QUERO FINAL FELIZ’

0 comentários

Compartilhe

Loco Abreu, enfim, admitiu que errou ao sair do Botafogo. Foi em longa entrevista ao Globoesporte.com. Hoje no Rosario Central (ARG), o ídolo revelou o sonho de voltar para disputar a Libertadores e ter um “final feliz”.

–  Acho que não vou encerrar minha carreira sem voltar e fazer um final feliz, porque os dois merecem – afirmou o jogador de 37 anos.

Leia partes da entrevista ao Globoesporte.com:

– Mesmo fora do Brasil, continuo com essa ligação com o Botafogo e torcendo muito. Existia a expectativa de conseguir a vaga que o clube tanto desejava. Disputar a pré-Libertadores já foi bom. Ver o Maracanã lotado contra o Deportivo Quito foi uma grande felicidade por essa construção feita pelo Maurício (Assumpção, presidente) desde 2009, com André Silva e Anderson Barros, depois Chico Fonseca e Aníbal Rouxinol. Todos sabiam que seria um trabalho a longo prazo, com paciência e continuidade. Demorou, mas o clube conseguiu o objetivo, que é um dos mais importantes. Pelo que via do trabalho, sabia que cedo ou tarde o Botafogo conseguiria a vaga. O momento chegou, e o torcedor tem que desfrutar desse momento, enchendo o Maracanã. É uma sensação diferente olhar a Estrela Solitária em todo o continente.

– Fui muito feliz no San Lorenzo, conquistei o título nacional e fiz parte de um time que alcançou recordes ainda não derrubados, como 13 vitórias seguidas e 47 pontos. Mas com o Botafogo a ligação é mais forte, muito mais marcante. Eu cheguei já mais experiente e vivi um grande momento da minha carreira.

– Acho que não vou encerrar minha carreira sem voltar e fazer um final feliz, porque os dois merecem. Assumo a responsabilidade de que me precipitei na minha decisão. Errei numa decisão rápida. Minha personalidade é boa para algumas coisas, mas também pode me atrapalhar. Às vezes me fecho e não escuto as pessoas. Agora que passou um tempo, estou totalmente convencido de que não foi uma decisão correta. Mas ainda tenho a esperança de voltar, porque ainda estou jogando bem. Quero fazer um final feliz com uma cereja no bolo e não como um filme interrompido. Esse sonho vai continuar até eu me aposentar. Se não acontecer, vou ficar na torcida, como sempre.

– Quero jogar pelo Botafogo, não importa a competição. Quero é vestir essa camisa novamente. Mas, por exemplo, meu contrato de empréstimo com o Rosario Central termina em junho, e as quartas de final da Libertadores começam depois da Copa do Mundo. Então por que não sonhar em disputar essa fase pelo Botafogo?

– Eu vi o Ferreyra somente nesses dois jogos do Botafogo na Libertadores e em alguns jogos pelo Olimpia. Com mais ritmo e conhecimento do futebol brasileiro ele vai se sentir melhor e será importante para o Botafogo. Não acompanho o dia a dia, mas sei que um jogador dessa posição precisa conhecer bem os companheiros para sentir-se bem. Tomara que ele consiga se adaptar, e também é importante que o time se adapte às suas características.

Comentários