Rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, com graves problemas financeiros e sem um elenco definido para 2015, o Botafogo corre contra o tempo e busca se organizar para a próxima temporada. Em entrevista aoExpediente Futebol, o centroavante uruguaio Loco Abreu analisou o atual momento do clube carioca e até mesmo se colocou à disposição para vestir novamente a camisa do Fogão, onde foi campeão carioca em 2010.

“Se o Botafogo precisar de mim nos momentos difíceis, as portas ficarão abertas. Tenho um carinho grande pelo Botafogo. O clube marcou a mim e a minha família. O respeito é grande. Se me procurarem, vou escutar. Se falarem que eu posso ajudar, a gente dá um jeito e resolve. O Botafogo me marcou mais no sentimento do que no campo”, disse o uruguaio.

Loco Abreu vestiu a camisa do Rosario Central nesta temporada. Porém, seu empréstimo não foi renovado e o centroavante está de volta ao Nacional, do Uruguai, no qual tem contrato até o final de 2015. “Ainda não sei do futuro. A diretoria do Rosario Central mudou, o treinador também. Além disso, quero ficar perto da minha família. Estou com muita vontade de continuar jogando futebol. Ainda tenho fôlego para jogar futebol, mas tenho que pensar na família”, analisou o atleta.

Para Abreu, a solução para o Botafogo é concentrar as atenções no Campeonato Carioca e na Série B. O uruguaio acredita que o torcedor também precisa abraçar a equipe neste momento.

“Mesmo longe tenho ligação com o Botafogo. Estou triste igual ao torcedor. Com a história que o time tem, ser rebaixado sempre causa uma dor muito grande. Chegou a hora do torcedor do Botafogo se juntar para, rapidamente, dar a resposta na Serie B e subir para a primeira divisão. Temos que dar força aos jogadores. O Estadual é muito importante, mas a prioridade tem que ser a Série B. Reconstruir o que vivemos nos últimos anos para que o Botafogo volte a ser um time bom e competitivo”, finalizou Loco.

Fonte: Fox Sports