Ricardo Gomes foi liberado pelo departamento médico e já pode voltar a campo. Pelo menos como treinador. Na manhã desta quarta-feira, o técnico se consultou com seu clínico particular, o médico Fabio Miranda, que faz seu acompanhamento desde que ele sofreu um AVC no clássico entre Vasco e Flamengo, em agosto de 2011. Com a liberação, Ricardo Gomes deve assinar contrato ainda hoje para assumir o comando do time do Botafogo no lugar de René Simões, demitido na semana passada.

– Acabei de liberar o novo técnico para o Botafogo. Pelo que entendi, ele deve fechar hoje. Ele está muito bem de saúde. Tem apenas pequena sequela motora e discreta disartria (às vezes, a fala fica meio mastigada, como em gagos) – explica Fabio Miranda, que também é Coordenador do CTI do Instituto do Cérebro Paulo Niemeyer.

Em 28 de agosto de 2011, Ricardo Gomes teve um acidente vascular cerebral hemorrágico à beira do campo do Engenhão, enquanto comandava o Vasco contra o Flamengo, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Na sequência, o técnico foi levado de ambulância para a emergência do Hospital Pasteur, na Zona Norte do Rio, onde passou por uma cirurgia, sob a supervisão de Fabio Miranda, contratado como médico assistente pelo Vasco.

Foram 15 dias no CTI e mais uma semana internado no quarto antes de receber alta. A rápida evolução do ex-zagueiro surpreendeu os médicos. Com acompanhamento de fisioterapeutas e fonoaudiólogos, voltou a dirigir seu carro e também o Vasco, pelo qual conquistou a Copa do Brasil, em 2011. Depois de um ano afastado, retornou a São Januário como diretor de futebol, acumulando a diretoria executiva em 2013. Ano passado se desligou do clube.

Fonte: O Globo Online