Montenegro, do Botafogo, se dispõe a pagar R$ 20 mil ao Flamengo: ‘Para as famílias que ainda não foram indenizadas’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Saiu no Blog da Coluna do Ancelmo Gois a ação do Flamengo contra Carlos Augusto Montenegro, dirigente do Botafogo, cobrando R$ 20 mil por danos morais após uma entrevista. É que o presidente do Ibope criticou o Rubro-negro por sua postura, em maio, favorável ao retorno do futebol e se o clube não havia aprendido com o incêndio que vitimou 10 jovens no Ninho do Urubu, em fevereiro de 2019.

Montenegro, em contato com a coluna, reafirmou tudo o que havia dito em maio. Disse ainda que, caso quem o acusa queira “economizar com advogados”, está disposto a pagar os R$ 20 mil. Só que com uma condição: o dinheiro será dividido entre as famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu que ainda não foram indenizadas.

– Primeiro, quando eu dei essa declaração (em maio), eu nem sabia dos e-mails que rolaram antes de acontecer o evento (incêndio). Reafirmo que foi uma irresponsabilidade homicida total (por parte do Flamengo). Para não perder tempo com advogados, estou disposto a pagar esses R$ 20 mil para encerrar essa ação desde que não vá para os diretores ou para o clube, mas para as familias dos garotos mortos que ainda não foram indenizadas – afirmou.

Os e-mails mencionados por Montenegro apontam que a direção do Flamengo, em 2018, tinha conhecimento dos riscos nas instalações do clube.

Fonte: Blog do Ancelmo Gois - O Globo Online

Notícias relacionadas