Presidente campeão brasileiro em 1995 e um dos homens à frente da mudança de modelo de gestão do Botafogo para o próximo ano, Carlos Augusto Montenegro garantiu que o clube será empresa a partir de 2020. E isso independe da quantidade de investidores ou dos valores. Ele falou sobre o assunto em entrevista à Rádio Brasil:

– Obviamente tendo os investidores, imediatamente você é clube-empresa e deixa todo o amadorismo de lado. Se não tiver investidores amanhã, formato vai ser esse. O formato de sempre, inclusive desse ano, está provado que está falido. No Botafogo e em vários clubes. O Botafogo não aguenta 2020 no mesmo formato que 2019. É uma realidade que vai mudar a partir do Campeonato Brasileiro. Se já vai mudar com fundos ou empresas fortes totalmente no modelo que queremos, eu não sei. Mas que vai mudar em relação ao que foi nesse ano, isso eu garanto – disse.

O projeto de lei que trata da possibilidade dos clube de futebol se tornarem empresas foi aprovado nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados e agora será apreciado pelo Senado. Montenegro não quis dar maiores detalhes sobre como será a mudança do Botafogo, mas disse que tudo está bem adiantado.

– No dia 10, a gente vai apresentar ao Conselho. Dois dias após o término do campeonato. Posso adiantar que o plano está muito bem feito, capitaneado por uma empresa que contratamos para nos ajudar no formato. Estamos buscando os possíveis investidores, fazendo uma pesquisa perguntando se está bom e se acrescentariam alguma coisa. Obviamente o que foi aprovado ontem na Câmara ajuda, mas ainda tem que passar no Senado. Não gostaria de detalhar antes de apresentar ao Conselho Deliberativo. Posso garantir é que está muito bem encaminhado, deixando a gente satisfeito – completou.

Fonte: Rádio Brasil