Depois da Ferj anunciar que a final da Taça Guanabara, marcada para este domingo, seria no estádio Nilton Santos e com o Fluminense como mandante, a Justiça determinou nesta quinta-feira que o clássico contra o Flamengo terá torcida única do time tricolor.

Através de um sorteio realizado nesta quinta no Fórum do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, foi determinado que apenas a torcida do mandante, no cado o Flu, será permitida no estádio. Os clubes pretendem recorrer da decisão.

“O MP e Botafogo foram contra a torcida mista, e juiz manteve a liminar. Vamos tentar reverter a decisão”, disse Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, na saída do tribunal.

Bandeira ainda disse que não trabalha com a possibilidade de mudar o mando do jogo para Volta Redonda.

Na última quarta-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ) havia emitido uma liminar determinando a realização da final no estádio Nilton Santos, com o argumento de que o Maracanã – às traças desde o fim da Olimpíada – ainda não estaria em condições de receber uma partida deste porte. O descumprimento da decisão resultaria em pena de pagamento de multa de R$ 300 mil pela Ferj.

No último sábado, a liminar que determinava a torcida única em clássicos no Rio foi suspensa excepcionalmente para a semifinal entre Flamengo e Vasco.

Na quarta-feira, Bandeira e Pedro Abad, presidente do Flu, sinalizaram que tomariam uma medida juntos para evitar torcida única depois da reunião na Ferj que determinou a final no Engenhão.

Fonte: ESPN.com.br