Apesar do alívio que o acesso matemático trouxe ao Botafogo, o técnico Ricardo Gomes garante que ainda há o que correr atrás em 2015. Nesta sexta-feira, o comandante falou sobre a expectativa para o duelo deste sábado, contra o Santa Cruz, no Nílton Santos, e garantiu ‘não saber’ qual time entrará em campo.

— Vamos ver. A minha dúvida é sobre o Daniel e o Neílton. O primeiro é bem difícil que jogue. Já o Neílton, vamos ver — disse Ricardo, que espera pela recuperação do atacante de dores no pé direito.

Outra dúvida de Ricardo é a presença do lateral-esquerdo Carleto. Titular no últimos dois jogos, o camisa 6 atuou com dores no púbis.

— Conversei com ele e vamos esperar. Sinceramente, eu conheço bem a lesão dele. Tem dia que você não sente nada. Tem dia que ele não termina as partidas em função da dor. Vamos ver como ele vai chegar amanhã — explicou.

Sobre a pressão pelo título, Ricardo reconheceu que o pior já passou. Por se tratar de um clube grande, como o Botafogo, o treinador vê a necessidade da conquista, mas lembrou que o time está mais leve em comparação aos demais jogos.

— A abordagem é diferente. Estamos mais leves, mas continuamos focados. Temos agora a pressão pelo título. Acho que vamos aproveitar essa situação para jogarmos com mais naturalidade — concluiu.

Até o início da tarde, mais de 15 mil ingressos foram vendidos para a partida. A diretoria espera mais de 30 mil alvinegros ao jogo que pode dar o título da Série B ao clube.

Fonte: Extra Online