Oswaldo agradece torcida: ‘Estimulou, deu a resposta’

Compartilhe:

A conquista da liderança do Campeonato Brasileiro levou o Botafogo a uma comemoração dupla. Não apenas por ter vencido o Vitória por 2 a 0, nesta quinta-feira, no Maracanã, mas pela relação estabelecida pela torcida antes, durante e depois do confronto, que contou com quase 20 mil pessoas no primeiro jogo do clube como mandante no estádio depois de sua reinauguração.

Desde terça-feira, quando o presidente Maurício Assumpção concedeu entrevista coletiva até a convocação feita por Seedorf na véspera do jogo, a preocupação foi estimular os torcedores. Principalmente depois de os resultados da noite de quarta-feira terem favorecido o Botafogo.

– O fator mais importante foi o que vinha faltando ao Botafogo, que era a participação da torcida. A chamada que a diretoria e o Seedorf deram efeito. Não existe time campeão sem a participação de uma torcida inflamada e vibrante especialmente nesses jogos de meio de semana, quando é comum cair a audiência – afirmou Oswaldo.

O treinador do Botafogo lembrou, inclusive, do tempo em que comandou o Corinthians. Ele citou a diferença de atuação do time quando atuava pela Copa Mercosul e no Campeonato Brasileiro de 1999. Agora, viu o mesmo acontecer com o Botafogo nos jogos disputados na Copa do Brasil em Volta Redonda.

– Isso bloqueia o entusiasmo. O jogador precisa disso, pois é uma rotina repetida 70 vezes por ano. Se não estiver motivado vai declinar. Sentimos isso na pele quando fomos massacrados pela torcida do CRB-AL, em Maceió. Tivemos o mesmo problema contra o Figueirense lá e em Volta Redonda não havia resposta. A torcida desta vez estimulou, vibrou os 90 minutos e deu a resposta. Essa simbiose, conjunção, ou seja lá que nome dê, é muito importante – disse o treinador.

A participação da torcida fez Oswaldo considerar o jogo desta quinta-feira o melhor do Botafogo em termos de equilíbrio. Desta vez, o time conseguiu manter o ritmo nos dois tempos, evitando qualquer tipo de reação do adversário.

– O time foi irrepreensível do início ao fim. Não foi brilhante, mas consistente, com a mesma pegada o tempo todo, sem falta de atenção e isso veio de fora para dentro – comentou Oswaldo.

O próximo jogo do Botafogo é contra o Vasco, domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O time lidera a competição, com 20 pontos.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários