Oswaldo: ‘Depois da torcida, o mais empolgante foi Gabriel’

Compartilhe:

No meio-campo do Botafogo, Seedorf, Vitinho e Lodeiro costumam ser os autores das melhores jogadas e ganhar os aplausos da torcida. Porém, na noite de quinta-feira, todos se renderam a outro jogador, cuja posição geralmente não tem tanto destaque. A atuação do volante Gabriel nos 2 a 0 sobre o Vitória mereceu elogios rasgados do técnico Oswaldo de Oliveira.

– O Gabriel é um capítulo à parte. O garoto era o quinto volante dos juniores, veio para o profissional para completar treinamento. Foi crescendo, crescendo e esta aí. No intervalo, comentei com os auxiliares que ele estava fazendo uma partida fabulosa. É difícil um garoto com a idade dele (21 anos) com essa maturidade, essa expressão. Depois da torcida, o que mais me empolgou foi o Gabriel – disse o treinador.

No triunfo sobre o Vitória no Maracanã, o volante completou 50 jogos com a camisa alvinegra. Como profissional, já marcou um gol e na noite de quarta-feira deu lindo passe para Seedorf, que cruzou para Vitinho marcar o primeiro.

Enquanto comemora a boa fase do volante, o técnico Oswaldo de Oliveira pode perder um dos zagueiros. Antônio Carlos, o mais antigo do elenco, pediu para não ser relacionado na partida desta quinta. Se ele entrasse em campo, completaria sete jogos e não poderia ser mais negociado.

– Ele me pediu para não participar hoje (ontem) porque tem algumas possibilidades. Eu resolvi aceitar, se ele não for para outro lugar, continua aqui – disse o treinador.

 

Fonte: O Globo Online

Comentários