Palmeiras e Botafogo têm versões diferentes sobre o acordo que foi fechado pela venda de Matheus Fernandes ao Barcelona. Diretores do Palmeiras afirmam, sem se identificar, que o time vendeu o jogador por 7 milhões de euros fixos (cerca de R$ 32,2 milhões), com direito a mais 4 milhões de euros (R$ 18,4 milhões) que podem ser alcançados de acordo com metas, o que poderia fazer o negócio bater nos R$ 50 milhões. Deste total, o time paulista repassaria 700 mil de euros (R$ 3,2 milhões) para o Botafogo, que tem 25% dos direitos econômicos. Ainda de acordo com os palmeirenses, há um documento assinado pelo time de General Severiano autorizando a venda que pertence a ele por esse valor. Considerando estes moldes, a equipe de Palestra Itália diz que o negócio já está fechado e até tirou Matheus Fernandes da partida de hoje (15) da Florida Cup.

Já a equipe carioca diz que o negócio total foi fechado em 7 milhões de euros, mas ressaltou que o Alviverde perderá uma boa parte deste valor com impostos e comissões. Nas versão botafoguense, o time paulista receberá apenas 5,8 milhões de euros (R$ 26,6 milhões), já descontando os impostos. E é assim que o Alvinegro justifica o fato de receber só os 700 mil euros (R$ 3,3 milhões) menos dos 25% que teria direito na operação original. Os botafoguenses também admitem que assinaram um documento autorizando a venda, mas ponderam que ele só tem validade até segunda-feira.

Fonte: UOL