Uma cena curiosa chamou a atenção de quem esteve presente na vitória do Botafogo sobre a Chapecoense, no Nilton Santos, nesta quinta. Após marcar o único gol do jogo, o lateral direito Marcinho, que volta e meia é perseguido pelos botafoguenses, saiu aparentemente “enfurecido” em direção aos torcedores, e teve de ser contido por Kieza. Porém, o jogador explicou ao fim da partida que a comemoração tinha outro motivo.

“Eles pensaram que eu ia falar algo para a torcida. Mas o camarote da minha família era naquela direção e meu irmão estava lá. É o aniversário de 19 anos dele e queria comemorar. Esse gol me deixa muito feliz, foi importante, o time estava precisando depois de duas derrotas. Foi um gol para coroar esse trabalho e a dedicação de todos”, disse em vídeo publicado no Instagram do Botafogo.

Em entrevista coletiva, Marcos Paquetá comentou o retorno do lateral á equipe e elogiou o desempenho do jogador contra o time catarinense.

“O Marcinho vinha de uma pneumonia, é inteligente, tático, vai crescer mais. Falo para ele acreditar mais no potencial dele. Está trabalhando, me cobra para orientar na marcação. O gol saiu em uma jogada em que ele caiu por dentro”, disse o treinador.

“Às vezes a crítica faz o jogador crescer, tem que absorver. O Márcio é muito dedicado, promissor, vem há dois anos no profissional. Já vi muitos atletas subirem, serem descartados e se destacarem em outros clubes. Têm vários querendo contratação dele”, completou.

Revelado nas categorias de base do Alvinegro, Marcinho fez parte do time que sa sagrou Campeão Brasileiro Sub-20, em 2016. O jogador estreou na equipe profissional no início do ano passado, mas perdeu o resto da temporada após romper os ligamentos do joelho esquerdo contra o Macaé, em abril, retorno só em fevereiro deste ano.

Fonte: O Dia Online