Presida crê em Engenhão no meio de 2014 e novas receitas

Compartilhe:

Interditado desde março deste ano, devido a problemas estruturais na cobertura, o Engenhão segue com uma incógnita em relação à reabertura. Em entrevista à Rádio Bradesco Esportes, o presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção, revelou acreditar na volta do estádio no meio de 2014.

– O ritmo das obras está alucinante. Estou vendo o consórcio construtor. Meu sentimento é de que, se olhar da perspectiva de campo de treinamentos para seleções na Copa do Mundo, não há no Rio. A Itália, que treinou no estádio, quando soube da interdição, foi até visitar General Severiano. O meu sentimento é que esse campo estará liberado para a Copa do Mundo para treinos e creio em possibilidade grande para o Brasileiro. Mas oficialmente a data é o fim do ano que vem – lembra.

No programa, foi comentado sobre a notícia de que a Brahma rescindiu o contrato com o Botafogo. Apesar de a empresa ter tentado negar, o presidente admitiu prejuízo.

– E não é pouca coisa. Como ela anunciou, era o maior contrato com um clube de futebol. Mas a gente é cascudo, vai dar a volta por cima. Temos elenco que nos dá certeza de que vamos colher – disse Assumpção.

Inclusive, há a possibilidade de se ter novas receitas em breve.

– Minha sorte é que tenho uma equipe de executivos que trabalha full-time pelo Botafogo. Tem uma galera que pensa o tempo todo no Botafogo e em como superar estas questões. Se não tivesse esse pessoal ao lado estaria mais preocupado. Estamos conseguindo nos reinventar, trazer de volta alguns parceiros que compreenderam que a médio e longo prazo a parceria pode ser interessante. Estamos reatando conversas e vamos ter notícias agradáveis no ano que vem – confia.

 



Fonte: Redação FogãoNET
Comentários