Mauricio Assumpção, prestes a embarcar para o primeiro confronto do Botafogo na Libertadores, contra o Deportivo Quito, em Quito (EQU), pediu para que a equipe esqueça a altitude e jogue. Além disso, o presidente da equipe carioca disse que, se o torneio tivesse a mesma importância na década de 60, o clube já teria sido campeão dele algumas vezes.

– Tem que ganhar, classificar, ir para a fase de grupos. Não tem 18 anos de espera que faça resultado. A expectativa é encarar um time de futebol, não a altitude. É o nosso maior desafio, esquecer a altitude e jogar futebol. Estamos preparados para isso – afirmou.

– É uma competição que ganhou destaque e importância de uma década para cá. Se tivesse a mesma importância na década de 60, tenho certeza que seríamos campeões da Libertadores algumas vezes, tamanho o time que tínhamos. o Botafogo preferia excursionar na Europa e na América Latina do que se preocupar com a Libertadores. Para a torcida é muto importante disputar um torneio internacional, estar de novo frequentando esse espaço. Para a marca do Botafogo é fundamental – disse à ESPN Brasil.

Fonte: ESPN.com.br