O presidente do Guaraviton, Neville Proa, está decepcionado. Devido à crise enfrentada pelo Botafogo na atual temporada, o empresário não está tão animado em manter o investimento. Isso representa um verdadeiro baque para o Alvinegro, que tinha como objetivo renovar o vínculo. Em 2014, o clube arrecadou R$ 28 milhões e buscava ao menos repetir essa verba para a temporada 2015.

O problema, no entanto, não é o retorno obtido com o patrocínio no Botafogo. No início do ano, quando renovou com o Alvinegro, Neville Proa trouxe números que comprovavam o crescimento da marca após a exposição na camisa do clube. Entretanto, as recentes dificuldades enfrentadas pela diretoria de General Severiano foram tantas, que fizeram o empresário repensar. Vale a pena investir num clube de futebol?

“O Botafogo me deu muita dor de cabeça. Eu vou receber eles [nova diretoria] muito bem, mas não estou com a mesma vontade de investir em futebol. Entrei no negócio de peito aberto, mas essa temporada do Botafogo foi muito ruim. É muita dor de cabeça. Vamos ver o que vou fazer”, disse Neville Proa ao UOL Esporte.

E a decisão de investir ou não no futebol não afetará somente o Botafogo, mas também outros clubes do Rio de Janeiro. No ano passado o Vasco sondou o empresário para um possível patrocínio. Nesse fim de temporada foi a vez de o Fluminense entrar em contato com a empresa pleiteando uma parceria com a Guaraviton.

Em 2014, também fechou patrocínio com o Flamengo, pela qual pagou R$ 5,3 milhões por uma exposição pequena na camisa. De todas essas parcerias, a única que está certa para 2015 é com o estádio do Maracanã.

“Não vou dizer que sim nem que não [abandonar patrocínios em clubes]. Tem muita gente nos procurando aqui. Só temos uma negociação realizada que é com o Maracanã. Estamos aguardando. Está difícil este ano. Está tudo muito difícil, principalmente pela situação do Botafogo. Mas o Botafogo é o Botafogo na Série A ou Série B, isso faz parte da má administração, este que é o grande problema”, finalizou Neville Proa, ainda sem uma definição de onde apostará em 2015.

Para o Botafogo, a negociação de patrocínio será de vital importância para a próxima temporada. Isso porque o ex-presidente Maurício Assumpção antecipou a maioria das verbas que a atual diretoria teria direito. Desta forma, o dinheiro do patrocinador e também da fornecedora esportiva serão fundamentais. A expectativa é que o Alvinegro consiga algo em torno de R$ 40 milhões nessas negociações.

Fonte: UOL