Um dos destaques do Botafogo na temporada, o volante Willian Arão não gostou da proposta feita pela diretoria alvinegra para renovar o seu contrato. A valorização esperada pelo volante, que esteve entre os melhores do Estadual no início desta temporada, não aconteceu.

O Botafogo fez valer uma cláusula de prioridade na extensão do vínculo por mais um ano. Mas, o principal problema é que o salário de Arão não seria alterado e permaneceria no mesmo patamar.

A oferta do Alvinegro deixou Arão decepcionado. O resultado foi a queda de rendimento do camisa 8, que foi expulso na última partida pela Série B, contra o Bragantino. Hoje, ante o Náutico, ele cumpre suspensão.

Com o seu futuro indefinido, clubes do Brasil e do exterior monitoram a situação do volante. Arão possui 50% de seus direitos federativos, enquanto os 50% restantes pertencem ao Botafogo.

Fonte: Extra Online