Apesar de ter substituído Luís Henrique no segundo tempo do empate sem gols com o Ceará, anteontem, no Castelão, o técnico René Simões voltou a elogiar o jovem atacante do Botafogo, de apenas 17 anos.

Autor de dois gols na goleada de 5 a 0 sobre o Sampaio Correa, na última sexta-feira, Luís Henrique teve apenas uma chance de gol contra o Ceará. Deu um belo chute de fora da área, que estourou no travessão.

— Na minha opinião ele foi bem, mas vamos esperar para ver os indicadores. Não dava para ele fazer muito mais do que fez. A jogada no primeiro tempo foi ótima. Ele saiu de um zagueiro fortíssimo, que é o Sandro e meteu uma linda bola na trave. Ele se movimentou e fugiu da marcação. O passe é que não chegou a ele, porque, se chegasse certo, ele sairia na cara do gol. Ele foi bem — elogiou o treinador do Botafogo.

Apesar dos elogios, René ainda não decidiu se Luís Henrique começará a partida de sexta-feira, contra o Bragantino.

— Vamos conversar com ele e avaliar — afirmou René.

Além de Luís Henrique, o treinador alvinegro destacou a atuação do goleiro Jefferson, que fez pelo menos três defesas incríveis. Foi a segunda partida de Jefferson desde que voltou da Copa América. Nas duas o Botafogo não sofreu gol.

— Para avaliar o empate com o Ceará temos que lembrar do jogo do Paysandu, que vencemos fora. Nós ainda vamos lembrar muito desse empate aqui. O Ceará vai crescer muito. O empate não foi um resultado ruim. O Jefferson fez três defesas sensacionais — lembrou.

Os jogadores que atuaram terça-feira fizeram um trabalho regenerativo no hotel em Fortaleza, antes da viagem para Atibaia, no interior de São Paulo, onde a equipe vai se preparar para o jogo de amanhã. Daniel Carvalho, que recebeu o terceiro cartão amarelo, não joga.

Fonte: O Globo Online