A primeira reunião entre Botafogo e representantes de Jefferson acabou sem evoluções. Segundo o Globoesporte.com, não foi apresentada nenhuma proposta concreta sobre a dívida que o clube tem com o jogador, estipulada em R$ 2 milhões. Jefferson tem contrato até dezembro de 2015, mas Gerson Sá, dirigente da MFD, que gerencia a carreira do camisa 1, afirmou que começará a ouvir propostas de outros clubes pelo melhor goleiro do Brasil.

– Até o momento não conversamos com outros clubes. Mas como gestor da carreira do Jefferson, após uma reunião em que não houve consenso, não posso me furtar em escutar eventuais propostas. É algo natural do mercado. Hoje esperávamos algo mais concreto vindo do Botafogo. Entendemos que a situação do clube é delicada e acredito que todos os esforços serão feitos para que o Jefferson fique. Ele não quer sair do Botafogo. Mas hoje não foi apresentado absolutamente nada em relação ao passado ou ao futuro – disse o empresário ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com