A diretoria do Cruzeiro descartou nas últimas horas, depois de vários contatos, a possibilidade de contratar Abel Braga para o lugar de Deivid. Uma das opções, o ex-técnico do Al Jazira tem contrato nos Emirados Árabes até julho e uma questão de “domicílio fiscal”, quando temporariamente declara impostos naquele país, impede que ele tenha renda no Brasil nesse período. Assim, Jorginho segue como preferido para assumir o comando do Cruzeiro.

Conforme apurou o Superesportes, a cúpula do clube celeste aguarda para as próximas 48 horas uma sinalização do técnico do Vasco de ouvir uma proposta e está disposta a aguardar as duas semanas para o fim do Campeonato Carioca. O clima é de otimismo na Toca da Raposa II. Ex-atleta do Cruzeiro e auxiliar de Joginho no cruz-maltino, Zinho poderá ter papel preponderante na mudança.

Do Rio de Janeiro também vem mais uma opção. Nas últimas horas, o nome de Ricardo Gomes ganhou adeptos entre os dirigentes celestes. O comandante do Botafogo, no entanto, também está na final do Campeonato Carioca e não aceitaria uma transferência antes da decisão do Estadual.

Se concretizar o acerto com Jorginho ou Ricardo Gomes, a diretoria do Cruzeiro já decidiu que Geraldo Delamore, auxiliar técnico fixo do clube, comandará o time no jogo decisivo pela Copa do Brasil, diante do Campinense, no próximo dia 4, no Mineirão. Ele também será o responsável pelos treinamentos até a contratação de um novo treinador.

Fonte: Superesportes