Bebida e mau ambiente encerram ciclo de Sassá no Botafogo

Corretíssima a atitude da diretoria do Botafogo, ainda que tarde, de afastar Sassá do grupo.

Sim, porque o simples fato de não inscrever o jogador na Libertadores deixa claro que o clube não tem interesse em contar mais com o atacante.

Lembro que em dezembro do ano passado após a ridícula foto com um maço de dinheiro postei que seria triste e ao mesmo tempo previsível o fim desse rapaz.

A direção do Botafogo demorou.

Agora agiu com rigor e pensou exclusivamente na imagem do clube. Evidente que conta o ambiente ruim criado por esse rapaz que é até esforçado mas completamente desequilibrado.

Nem os próprios companheiros aturavam mais Sassá.

O blog apurou que o jogador tem bebido além da conta ultimamente e já tinha sido alertado pela comissão técnica.

Dito, feito e merecido.

Sassá, diferente de Jobson, ainda tem salvação.

Dono do passe do jogador, o melhor que o Botafogo poderia fazer seria emprestá-lo, mesmo que de graça, para qualquer clube.

Respirar novos ares, sair do Rio de Janeiro e longe das tentações, Sassá talvez possa ter cura.

O Botafogo deu um grande passo para avançar na Libertadores.

Fonte: Blog Visão do Rio - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes