Pontuar fora de casa é sempre importante em um campeonato equilibrado como o Brasileiro. E no caso do Botafogo, que hoje enfrenta o Sport, às 20h, na Ilha do Retiro, o tabu é um aliado do Alvinegro. Afinal, a equipe não perde para os pernambucanos desde 2014. Neste período, foram dois empates e três vitórias.

E pelo atual momento das duas equipes na temporada, o Botafogo tem boas chances de manter o tabu. Campeão estadual, o time empatou com o Palmeiras, um dos candidatos ao título brasileiro, na estreia. Já o Sport, que sequer chegou à final do Campeonato Pernambucano, levou de 3 a 0 do América-MG, em Belo Horizonte.

— A torcida do Botafogo pode ter certeza que será uma partida muita complicada. Estamos conversando e estudando muitas coisas do Sport. Acredito que deva ter mudança em relação ao primeiro jogo, não é fácil um time logo na estreia perder por 3 a 0. A gente precisa ir muito preparado para o jogo — destacou o treinador Alberto Valentim, ignorando por completo o retrospecto recente entre os dois times.

Em relação aos titulares que mandará a campo, Matheus Fernandes deverá ser titular ao lado de Rodrigo Lindoso e Gustavo Bochecha no meio. O esquema agrada a Alberto Valentim:

— É um encaixe de que eu gosto. Já havia feito antes quando o João Paulo ainda estava conosco. Gosto desse desenho e de variar: com a saída de um volante pode virar um 4-2-3-1, ou um 4-1-4-1 quando dois avançam e fica um na frente da zaga.

Pelo lado do Sport, o elenco acredita que a força da Ilha do Retiro será determinante para vencer.

— Na nossa casa quem precisa mandar é a gente. Com o apoio do nosso torcedor vamos em busca da vitória. Entendemos que o torcedor está chateado por tudo que aconteceu no início do ano, mas queria pedir para a torcida ficar do nosso lado. Se com ela já está difícil, sem vai ficar muito mais complicado — disse o volante Fellipe Bastos.

Fonte: Extra Online