Sheik veste a camisa do Botafogo (FOTO: Satiro Sodré/SSPress)Sheik veste a camisa do Botafogo (FOTO: Satiro Sodré/SSPress)

O Botafogo tem um novo dono da camisa 7. Emerson Sheik ganhou o tradicional número durante apresentação ao clube na tarde desta quinta-feira. Ex-jogador de Flamengo, Fluminense e Corinthians e com currículo recheado de títulos, o jogador de 35 anos admitiu que receberá uma pressão maior da torcida alvinegra para que repita os feitos em seus clubes anteriores. O atacante adotou discurso humilde e ressaltou que irá brigar por um espaço no time titular.

Sheik aponta que títulos estão nos planos, mas que não lembra das passagens vitoriosas por outros clubes para se motivar no Botafogo.

“Voltar ao Rio me fez pensar na minha carreira. Eu vim para trabalhar, quero ser diferente no Botafogo. Por tudo que já conquistei, aqui terei cobrança diferente. Quero estar preparado para isso”, afirmou.

Sheik destaca que o momento é de se integrar ao clube e começar a trabalhar para conquistar espaço no time que será montado pelo técnico Vagner Mancini. “Não se faz um time com um jogador. Sou mais um dentro de grupo de 30 atletas. Vou ter que buscar meu espaço, mostrar futebol. Mancini é um cara justo, correto e honesto, conversei com alguns amigos sobre ele. Venho para jogar, mas tenho que mostrar que tenho condições”, afirmou o atacante.

Nem mesmo a crise financeira desanima Sheik, que é firme ao minimizar os problemas que o Botafogo vive no setor de finanças. “Fui contratado para jogar futebol e não falar das finanças do clube. Nos próximos meses, a situação será regularizada. Acreditamos nisso. A ideia da direção é resolver isso. Os atletas também entenderam. Não quero falar mais sobre isso”, encerrou.

Dono da camisa 7, Sheik promete honrar o número no Botafogo– está emprestado pelo Corinthians  até o final de 2014. “A camisa 7 representa muito para história do clube. Ela representa a 10 em outros clubes, por causa dos craques que usaram aqui. É uma honra ter essa camisa. Não sei se vou conseguir fazer o que eles fizeram, mas nas partidas que disputar, não faltarão respeito, afinco e busca por títulos. O torcedor pode esperar que vou honrar essa camisa”, disse.

Estreia na 2ª rodada do Brasileirão

Fora dos treinamentos da equipe nesta semana – a primeira atividade no Botafogo acontecerá nesta sexta –, Sheik se coloca fora da estreia do clube no Campeonato Brasileiro. O desafio será fora de casa, contra o São Paulo, no próximo domingo. O jogador promete trabalhar nos próximos dias para jogar contra o Internacional.

“Gostaria de jogar e, se me chamassem, iria amarradão. Tem algumas etapas para cumprir ainda. Não acredito que esteja em campo neste domingo, para não correr risco de lesão. Durante a semana será feito o trabalho, para estrear contra o Internacional”, encerrou.

Fonte: UOL