Em seis jogos como treinador do Botafogo, Vagner Mancini já acumula quatro derrotas, e seu prestígio vem se reduzindo a cada insucesso da equipe, que, derrotada de virada pelo Grêmio nesta quarta-feira, ocupa a zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Alguns dirigentes alvinegros já não escondem o desagrado seu trabalho e devem aumentar a pressão sobre o presidente Mauricio Assumpção, o maior defensor do técnico e que deu entrevistas na semana passada, garantindo sua permanência, apesar dos maus resultados. O treinador, por sua vez, garantiu esperar pelo tempo de paralisação para a Copa do Mundo para ajustar a sua equipe e revelou estar ansioso pelo período.

“Não vejo a hora disso acontecer. Temos jogos importantes, mas a parada da Copa vai ser fundamental. Porque você vai realinhar a equipe. Talvez essa parada seja maravilhosa em vários sentidos. Tático, físico. E talvez você possa desempenhar de maneira melhor na competição”, disse Mancini.

O próximo compromisso do Botafogo será contra o Vitória e um novo tropeço poderá tornar insustentável a situação do treinador que vem recebendo muitas críticas de torcedores, através das redes sociais.

Para melhorar a situação da equipe e afastar o perigo que ronda o seu cargo, Mancini aposta em Carlos Alberto, que fez sua estreia diante do Grêmio e teve sua atuação elogiada. Carlos Alberto que deu o passe para o gol de Zeballos, deixou o campo se queixando de dores na perna direita e será examinado na tarde desta quinta-feira. Segundo o próprio jogador, as dores foram reflexo da inatividade, mas ele acredita que estará em campo diante do Rubro-Negro baiano.

Fonte: ESPN.com.br