Botafogo e Atlético-PR se enfrentam nesta quarta, às 21h (de Brasília), no Nilton Santos, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, a última rodada a ser disputada antes da parada para a Copa do Mundo da Rússia.

Vindo de um elétrico empate por 3 a 3 contra o Bahia, fora de casa, o Botafogo tenta fazer valer a boa campanha dentro de casa no campeonato para sair vencedor. O clube organizou promoções nos ingressos para que a torcida apoie o time na partida. O alvinegro é o 12° colocado com 14 pontos, quatro pontos do Palmeiras, que fecha o G6. Conquistando os três pontos, poderia subir até 5 posições e iria para o recesso da Copa com tranquilidade e de bem com sua torcida.

Atlético-PR vem de derrota dentro de casa para o São Paulo por 1 a 0. O Furacão tem apenas uma vitória nos últimos treze jogos, além disso, vem colecionando desempenhos fraquíssimos nos últimos jogos. A equipe marcou somente um gol fora de casa nesse Brasileirão, na derrota por 3 a 1 para o América-MG. Em 17° lugar, com 9 pontos, a primeira vitória longe de seus domínios poderia tirar o time da zona de rebaixamento e trazer dias mais calmos para o treinador Fernando Diniz.

No histórico dos confrontos, o Atlético leva vantagem sobre o Botafogo. São 20 vitórias do rubro-negro do Paraná contra 14 do Glorioso e 6 empates. Pela Série A de 2017, o Furacão venceu os dois jogos, ambos por 1 a 0.

Fator Nilton Santos

Botafogo vem de uma campanha irregular no Brasileirão. Porém, ainda não perdeu quando jogou em seu estádio. São duas vitórias e dois empates no Nilton Santos, resultados que pioram bruscamente quando o alvinegro joga longe de sua torcida. Apesar de o desempenho nos últimos dois jogos em casa não terem animado e conquistado a torcida, o time fez uma boa partida contra o Bahia e chega para o jogo contra o Atlético confiante na vitória e na reconciliação com a mesma. O clube colocou ingressos em promoção e a expectativa é que os botafoguenses apoiem a equipe nesta quarta.

O técnico Alberto Valentim não poderá contar com o uruguaio Aguirre, expulso na última partida. Entretanto, o comandante tem a volta do zagueiro Yago – fora contra o tricolor baiano devido a pancada na cabeça contra o Ceará – e também pode ter a disposição o xerife Joel Carli e o volante Jean, que se recuperam de pancadas sofridas contra o Vozão e passam por teste final antes da partida.

O único desfalque é o atacante Aguirre, que cumpre suspensão.

Superação para reagir

A campanha do Atlético-PR nesse início de Brasileirão não é nada animadora. O time que chegou para o campeonato com um status de futebol inovador, que valorizava a técnica e o jogo bem jogado, viu seu estilo de jogo ser neutralizado e foi perdendo força rodada após rodada. Com apenas nove pontos conquistados em doze jogos, o Furacão chega para o jogo pressionado e com o técnico Fernando Diniz com a corda no pescoço. Caso o time seja derrotado novamente, a demissão do comandante pode se tornar inevitável.

O treinador ainda terá uma dor de cabeça antes da partida. Thiago Heleno e Lucho Gonzalez foram poupados do último treinamento e não tem presença garantida no jogo contra o Botafogo. Caso ambos não tenham condição de jogo, e probabilidade é que Pavez (ou Bruno Guimarães) e Matheus Rossetto entrem em seus lugares, respectivamente. Em contrapartida, Zé Ivaldo volta de suspensão e poderá ser titular. Apesar das duvidas em relação a Thiago e Lucho, a expectativa é de força máxima para o duelo.

Fonte: Vavel