O terreno que o Botafogo tenta adquirir para construir um Centro de Treinamento, em Vargem Pequena, passa por mais um obstáculo. Dessa vez, segundo o presidente Carlos Eduardo Pereira, os problemas são os registros de construções.

– Estamos na reta final de um detalhe. Algumas construções lá não estavam registradas na prefeitura, então está se avaliando o custo disso e como fazer a negociação com os proprietários. São detalhes burocráticos mas importantes, que precisam atender aos financiadores do projeto, os irmãos Moreira Salles. Mas estamos confiantes, como temos um prazo razoavelmente folgado e é muito importante que a gente quantifique os custos eventuais dessa legalização do projeto, uma vez que ele não será adquirido se não estiver completamente legalizado – disse CEP, após um evento de plantação de árvores no Estádio Nilton Santos que contou com a presença do vice-prefeito Fernando Mac Dovell e do secretário municipal de meio ambiente Rubens Teixeira da Silva.

Anteriormente, houve um problema porque o terreno era posse – ou seja, havia sido invadido e não registrado formalmente pelos administradores do Espaço Lonier.

O Botafogo tem até março de 2018 para finalizar o processo, e o clube já afirmou que estuda outros terrenos para abrigar seu CT. O projeto é financiado pelos irmãos Moreira Salles, que entrarão com um empréstimo de R$ 25 milhões.

Fonte: Extra Online