Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Torcedor detido por injúria racial ganha liberdade provisória; ele negou ofensa

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

O juiz Luiz Alfredo Carvalho Júnior decidiu dar liberdade provisória ao torcedor André Luis Moreira dos Santos, detido na partida entre Botafogo e Flamengo por injúrias raciais aos familiares de Vinícius Júnior, atacante rubro-negro, que estavam em um dos camarotes do Nílton Santos.

Segundo nota enviada pela assessoria do Tribunal de Justiça do Rio, o torcedor passou por uma audiência de custódia no Jecrim do estádio, mas não admitiu a acusação. Tentou justificar o gesto alegando que batia no braço para mostrar que tinha sangue no time do Botafogo.

O torcedor não poderá se ausentar do estado do Rio durante o processo, que correrá em segredo de Justiça, e está impedido de ir aos jogos do Botafogo.

– Decidi pelo segredo de Justiça devido à comoção social gerada pela situação. O juizado recebeu o apoio da diretoria do clube, que repudiou o comportamento deste rapaz. O Botafogo, assim como a administração dos clubes no Rio, tem demonstrado o seu apoio às ações do Juizado nos estádios durante a realização de eventos – declarou o juiz.

Notícias relacionadas
Comentários