Após a terceira derrota seguida em casa, desta vez para o Atlético-GO, lanterna do Brasileiro, a torcida do Botafogo parece ter perdido a paciência. Torcedores se juntaram na entrada do Estádio Nilton Santos, onde o elenco treinou nesta sexta-feira, para protestar contra os resultados recentes e a falta de empenho da equipe. A segurança foi reforçada com homens da Guarda Municipal.

O lateral-esquerdo Victor Luis foi o primeiro a parar e conversar com os torcedores. Eram cerca de quinze. Com calma, em meio aos botafoguenses exaltados, ele disse que está jogando com vontade. Quando perguntado sobre Bruno Silva, ele defendeu o companheiro:

– Reclamaram comigo porque tirei ele da entrevista. Mas ele estava com a cabeça quente. A verdade é que é um dos que mais corre pelo time, o GPS dele mostra isso.

Durante o jogo, boa parte da torcida já expressou sua frustração. Alguns colocaram faixas de cabeça para baixo e outros se manifestaram no portão de saída do Nilton Santos logo após a partida. Além do resultado negativo, uma atitude de Bruno Silva revoltou parte dos botafoguenses: ao ouvir vaias quando foi substituído, ele fez um gesto com as mãos que parecia indicar sua saída do clube.

Nesta sexta-feira, ele se desculpou e afirmou que estava de “cabeça quente”. Membros da diretoria vão se reunir para definir o que fazer em relação ao jogador – é possível que seja aplicada uma multa. Além disso, o empresário dele, Carlinhos Sabiá, está no Rio de Janeiro para uma reunião com dirigentes do Botafogo.

Este é o segundo protesto da torcida alvinegra este ano – em outubro, após um empate fora de casa contra o Avaí, um pequeno grupo de torcedores foi ao aeroporto reclamar e exigiu a classificação para a Libertadores. Na ocasião, Bruno Silva foi um dos mais cobrados.

Apesar da derrota na última quinta-feira, o Botafogo se manteve na sexta colocação após a última rodada, dentro da zona de classificação para a pré-Libertadores. Isso porque Flamengo e Vasco, que vêm logo abaixo, também tropeçaram – o Rubro-negro perdeu para o Coritiba e o Cruz-maltino empatou com o Atlético-MG.

As chances de G-4 e classificação direta para a fase de grupos da Libertadores, no entanto, é remota: cinco pontos separam o Botafogo do Santos, quarto colocado, com três rodadas restando no Brasileiro.

Fonte: Extra Online