Para os brasileiros que disputam a Copa Libertadores, a rodada da Série A não é a única atração da noite de quarta-feira. Às 21h, a Conmebol sorteia os confrontos das oitavas de final, e Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo, Grêmio, Palmeiras e Santos conhecerão seus rivais.

Ao contrário dos últimos anos, em que os duelos eram definidos de acordo com a classificação geral na primeira fase, em 2017, os primeiros e segundo colocados estão divididos em dois potes e não há qualquer trava para os confrontos, seja pelo país ou pelo grupo.

Entre os brasileiros, o Atlético-PR é o único que está entre as equipes se classificaram na segunda colocação e pode ser, portanto, adversário para os demais.

Abaixo, o ESPN.com.br apresenta um resumo de cada time do sorteio, com o histórico do clube na Libertadores, o momento em seu campeonato nacional e se há ou não altitude.

Embora o sorteio das oitavas aconteça nesta quarta, a Libertadores só volta em julho, com os jogos de ida previstos para acontecer entre os dias 4 e 6 – a volta entre 8 e 10 de agosto.

Veja os potes dO SORTEIO:

  • POTE 1
  • Santos
  • Palmeiras
  • Atlético-MG
  • San Lorenzo (ARG)
  • River Plate (ARG)
  • Lanús (ARG)
  • Botafogo
  • Grêmio
  • POTE 2
  • Atlético-PR
  • The Strongest (BOL)
  • Jorge Wilstermann (BOL)
  • Godoy Cruz (ARG)
  • Nacional (URU)
  • Barcelona (EQU)
  • Emelec (EQU)
  • Guaraní (PAR)

Abaixo, por campanha, os DETALHES DOS TIMES:

 Atlético-MG

Melhor desempenho: Campeão (2013)
Posição no ranking da Conmebol: 9º
Colocação no campeonato nacional: 16º
Estádio: Independência (capacidade: 23.018)
Altitude: Não (852 m)

 Lanús-ARG

Melhor desempenho: quartas de final (2014)
Posição no ranking da Conmebol: 42º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Ciudad de Lanús – Néstor Díaz Pérez (capacidade: 47.027)
Altitude: Não (746 m)

 Grêmio

Melhor desempenho: Campeão (1983 e 1995)
Posição no ranking da Conmebol: 12º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Arena Grêmio (capacidade: 55.662)
Altitude: Não (10 m)

 River Plate-ARG

Melhor desempenho: Campeão (1986, 1996 e 2015)
Posição no ranking da Conmebol:
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Monumental de Núñez (capacidade: 61.688)
Altitude: Não (25 m)

 Palmeiras

Melhor desempenho: Campeão (1999)
Posição no ranking da Conmebol: 25º
Colocação no campeonato nacional: 13º
Estádio: Allianz Parque (capacidade: 43 713)
Altitude: Não (760 m)

 Santos

Melhor desempenho: Campeão (1962, 1963 e 2011)
Posição no ranking da Conmebol: 15º
Colocação no campeonato nacional: 10º
Estádio: Vila Belmiro (capacidade: 16.068)
Altitude: Não (-)

 Botafogo

Melhor desempenho: semifinal (1963 e 1973)
Posição no ranking da Conmebol: 79º
Colocação no campeonato nacional: 12º
Estádio: Nilton Santos (capacidade: 46.831)
Altitude: Não (-)

San Lorenzo-ARG

Melhor desempenho: Campeão (2014)
Posição no ranking da Conmebol: 14º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Nuevo Gasómetro (capacidade: 47.964)
Altitude: Não (25 m)

Godoy Cruz-ARG

Melhor desempenho: Oitavas de final (2017)
Posição no ranking da Conmebol: 88º
Colocação no campeonato nacional: 15º
Estádio: Malvinas Argentinas (capacidade: 40.268)
Altitude: Não (746 m)

Guaraní-PAR

Melhor desempenho: semifinal (1966 e 2015)
Posição no ranking da Conmebol: 34º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Defensores del Chaco (capacidade: 42.354)
Altitude: Não (43 m)

 Emelec-EQU

Melhor desempenho: semifinal (1995)
Posição no ranking da Conmebol: 18º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Banco del Pacífico (capacidade: 40.000)
Altitude: Não (-)

 Barcelona de Guayaquil-EQU

Melhor desempenho: Vice-campeão (1990 e 1998)
Posição no ranking da Conmebol: 39º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Banco Pichincha (capacidade: 57.267)
Altitude: Não (-)

 Atlético-PR

Melhor desempenho: Vice-campeão (2005)
Posição no ranking da Conmebol: 71º
Colocação no campeonato nacional: 20º (lanterna)
Estádio: Arena da Baixada (capacidade: 42.372)
Altitude: Não (934 m)

 The Strongest-BOL

Melhor desempenho: oitavas de final (1990, 1994 e 2014)
Posição no ranking da Conmebol: 28º
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Hernando Siles (capacidade: 41.143)
Altitude: Sim (3.660 m)

 Jorge Wilstermann-BOL

Melhor desempenho: semifinal (1981)
Posição no ranking da Conmebol: 75º
Colocação no campeonato nacional: 10º (antepenúltimo)
Estádio: Félix Capriles (capacidade: 32.000)
Altitude: Sim (2.574 m)

 Nacional-URU

Melhor desempenho: Campeão (1971, 1980 e 1988)
Posição no ranking da Conmebol:
Colocação no campeonato nacional:
Estádio: Gran Parque Central (capacidade: 26.500)
Altitude: Não (43 m)

Fonte: ESPN.com.br