A 2ª Turma do TRT-RJ manteve, por unanimidade, na manhã desta quarta-feira, a validade do acordo entre o ex-zagueiro Juninho e o Botafogo, que permite a execução da dívida do clube com o ex-jogador fora do Ato Trabalhista.

Criado pelo Tribunal em 2014, o Ato Trabalhista, como se sabe, obriga os credores a aguardarem anos numa interminável fila até receberem seus direitos.

O acordo entre Juninho e o alvinegro havia sido celebrado quando o clube ainda não tinha essa proteção do TRT contra as penhoras. Agora, quando o ex-zagueiro executou a dívida, o Botafogo recorreu ao TRT, mas foi condenado como “litigante de má-fé”.

Fonte: Blog do Ancelmo Gois - O Globo Online