Contratado e recebido pelos torcedores como principal reforço alvinegro para a temporada 2020, o japonês Keisuke Honda enfim está regularizado e pronto para sua estreia. Porém, onde ele pode render melhor?

Banner da loja do FogãoNet por Estilo Piti para faixa Konichiwa

A resposta pode parecer óbvia: “Coloque-o como o meia atrás do atacante e deixe que ele arme as jogadas.”. Mas tem um empecilho: Bruno Nazário, o meia é hoje um dos principais jogadores da equipe, ao lado de Marcelo Benevenuto e Pedro Raul, e todas as jogadas sempre passam por ele. Além, de possuir quatro gols marcados na temporada.

Vale ressaltar, que Paulo Autuori vem treinando com Honda jogando como meia central. Entretanto, a posição que o japonês mais atuou durante toda a sua carreira foi o lado direito do campo. Onde ele gosta e tem a possibilidade de cortar pra dentro e finalizar de fora da área.

O Botafogo atualmente joga no esquema 4-2-3-1, e a escalação base tem: Gatito; Barrandeguy, Marcelo, Ruan Renato e Danilo Barcelos; Cícero, Alex Santana; Luis Henrique, Bruno Nazário e Gabriel Cortez; Pedro Raul. Existem algumas opções para Paulo Autuori em cima dessa formação, estarei listando-as abaixo:

A primeira e menos provável é a saída de Bruno Nazário e a entrada de Honda.

A segunda é a saída de Cícero, que não vem rendendo bem. Recuar Alex Santana para primeiro volante e colocar Honda como segundo homem do meio campo, vindo de trás com a bola.

A terceira seria a saída de Cortez e a entrada de Honda na linha de 3. Mas para que isso funcione, seria necessário a movimentação constante dos homens de frente. Para que Bruno e Keisuke revezassem na função de homem atrás do atacante e pontas.

A quarta incluiria uma mudança de esquema Do 4-2-3-1 para o 4-1-3-2. Do meio para frente teria Cícero; Alex Santana, Honda e Bruno Nazário; Luis Henrique e Pedro Raul. Novamente com Honda e Bruno trocando bastante o posicionamento entre eles.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

A quinta e última possibilidade seria outra mudança de esquema. Agora para o tradicional 4-3-3. O meio de campo teria Alex Santana, Bruno Nazário e Honda; Luis Henrique, Gabriel Cortez e Pedro Raul na frente. Novamente com movimentação constante dos jogadores.

Quem ganha com tudo isso é o Botafogo, que passa a ter opções e alternativas de qualidade, podendo fazer diversas variações dentro das partidas e de acordo com o adversário. Paulo Autuori tem uma dor de cabeça, mas uma que todos os treinadores adorariam ter.

Enfim, poderemos tirar essa dúvida a partir da próxima terça-feira (10), quando o Botafogo receberá o Paraná no estádio Nilton Santos pela Copa do Brasil, a partir das 19h15. O jogo marcará a estreia de Keisuke Honda com a camisa alvinegra. Expectativa de grande público para a primeira partida do japonês.

Fonte: Vavel Brasil