De menino, Matheus Fernandes tem apenas o rosto de um jovem de 19 anos. O futebol é de gente grande. A atuação do moderno volante na heróica vitória de 1 a 0 sobre o Nacional-URU, pelas oitavas de final da Libertadores, foi um dos destaques do aguerrido desempenho do Glorioso em Montevidéu. O foguetório na madrugada, a pressão de disputar a primeira competição internacional como profissional, a hostil atmosfera no Parque Central… Nada intimidou Matheus Fernandes.

“Um veterano. Um menino que joga como veterano. Sou fã desse garoto, há muitos anos que trabalho no Botafogo e o acompanho”, destacou Jair Ventura.

No desembarque no Rio, na noite de ontem, Matheus Fernandes foi um dos jogadores mais celebrados pelos torcedores que foram ao Aeroporto Internacional Tom Jobim. O clima positivo pesa a favor da afirmação da promessa, que tem contrato até o fim de 2019.

Recuperado de uma lesão na coxa direita, o volante, coincidentemente, foi desfalque na sequência de três derrotas do Botafogo. De volta contra o Nacional, foi um dos melhores em campo.

“Fico feliz de estar lançando um dos grandes jogadores do futebol brasileiro. Esse garoto, já falei até com a minha diretoria para amarrar, porque é nível Europa. Joga demais, frio, muito técnico, boa estatura, passada larga, pisa, finaliza, é nosso atleta com maior número de desarmes no ano”, revelou Jair.

Os elogios reforçam a pressão sobre Matheus. Porém, ele tem mostrado personalidade para honrar as expectativas. “Isso me dá mais confiança. Os caras falam que jogo muito, então tenho que mostrar meu futebol (risos)”, disse, ao site Globoesporte.com.

Fonte: O Dia Online