Carlos Eduardo Pereira é o novo presidente do Botafogo. O candidato da chapa “Mais Botafogo” venceu a eleição realizada nesta terça-feira, na sede alvinegra de General Severiano, e comandará o clube até novembro de 2017. O novo mandatário recebeu 442 dos 1.224 votos do pleito entre os associados e foi empossado imediatamente após a apuração.

Caso seja de sua vontade, ele poderá concorrer à reeleição em 2017. O empresário, no entanto, se mostrou contra mais um mandato durante as eleições.

O empresário era a principal oposição ao agora ex-presidente Maurício Assumpção, que o derrotou no pleito de 2011. Pereira terá o apoio de alvinegros ilustres como Carlos Alberto Torres e Amarildo, que fizeram campanha nas alamedas da sede durante toda esta terça-feira.

“É uma responsabilidade muito grande. O ano de 2015 será muito difícil. Precisaremos do apoio de todos os botafoguenses para superar isso”, disse o novo presidente, assim que terminou a apuração.

Com a vitória, o grupo de Carlos Eduardo terá direito a 126 cadeiras no Conselho Deliberativo. Segundo colocado, com 343 votos,, Carlos Thiago Cesário Alvim, da chapa “Por Amor ao Botafogo” ficará com 14 lugares no conselho.

O Deliberativo conta ainda com que conta com 84 integrantes fixos – 67 sócios benenéritos e 17 sócios grande benemétitos.

O ex-diretor de marketing Marcelo Guimarães, da Chapa “O Grande Salto”, e Vinícius Assumpção, do “Movimento Carlito Rocha”, não tiveram bom desempenho nas urnas e ficaram de fora do conselho.

Segundo colocado, Thiago Alvim reconheceu a derrota, elogiou o processo eleitoral e desejou sorte ao novo comandante. “Estou tranquilo, feliz. Foi um processo muito bacana, cordial. Foi uma coisa de botafoguense mesmo, cheio de dignidade. Que o Carlos Eduardo faça um bom mandato e ajude muito nosso clube”, disse, antes mesmo da abertura da quarta e última urna.

Após uma disputa acirrada nas duas primeiras urnas, Carlos Eduardo e seu grupo viram a vantagem ser ampliada na terceira e logo começaram os festejos. Enquanto a quarta urna era apurada, os sócios cantavam o hino do clube e xingavam o agora ex-presidente Maurício Assumpção.

Dia tranquilo
Ao contrário do que ocorreu no Vasco, as eleições no Botafogo transcorreram sem maiores problemas, com exceções de algumas pequenas confusões pontuais. No final da tarde, um integrante da chapa de Vinícius Assumpção se mostrou alterado e arrancou a bandeira de uma torcida organizada que apoiava o candidato Thiago Alvim. Alguns integrantes foram em direção ao vândalo que escapou devido a presença de alguns policiais, ficando somente com alguns xingamentos.

Poucos minutos depois um botafoguense soltou um rojão que deixou todos em alerta. Um grupo de policial abordou membros da chapa de Vinicius Assumpção. Um deles foi detido por ter em sua mochila um artefato explosivo, além de seda, utilizada para fumar maconha.

Por volta das 19h, a sede do clube ficou ainda mais cheia, já que muitos sócios-proprietários foram votar após o trabalho. Com eleições bastante equilibrada, os candidatos se reuniram na entrada de General Severiano, onde tentavam recrutar novos eleitores já próximo do fim das eleições.

A única unanimidade entre todos os candidatos era o repúdio a Maurício Assumpção. O ex-presidente virou um adesivo com um sinal de proibido em cima: “Fora Assumpção”. Além disso, vários cartazes contra o presidente forma pendurados em General Severiano. Um deles lembrava o fato de Carlos Augusto Montenegro ter apoiado o ex-presidente em 2011 e agora estar declarando voto em Thiago Alvim.

Confira os últimos presidentes do Botafogo:

Althemar Dutra de Castilho – Teté (1968 a 1972 / 1985 a 1990)
Rivadávia Tavares Corrêa Meyer – Rivinha (1973 a 1975)
Charles de Macedo Borer (1976 a 1981)
José Eduardo Mello Machado – Juca (1982 a 1983)
Emmanuel Sodré Viveiros de Castro (1983 a 1984)
Emil Pinheiro (1991 a 1992)
Mauro Ney Palmeiro (1992 a 1993 / 2000 a 2002)
Carlos Augusto Montenegro (1994 a 1996)
José Luiz Rolim (1997 a 1999)
Bebeto de Freitas (2003 a 2008)
Maurício Assumpção (2008 a 2014)

Fonte: UOL