O volante do Flamengo Willian Arão participou nesta segunda-feira do programa Bem Amigos, do Sportv e contou detalhes sobre o clássico contra o Botafogo. Arão relembrou uma cotovelada em que recebeu do atacante Roger e que um dia após o lance encontrou com o jogador em um restaurante.

O Flamengo venceu o Botafogo por 2 a 1 e eliminou o rival alvinegro da disputa da Taça Guanabara. Fora de campo, nos arredores do estádio Nilton Santos havia muita confusão e brigas entre as torcidas adversárias. Dentro de campo prevaleceu o respeito, mas algumas jogadas foram mais ríspidas principalmente envolvendo Willian Arão e Róger.

O volante do Flamengo Willian Arão participou nesta segunda-feira do programa Bem Amigos, do Sportv e contou detalhes sobre o clássico contra o Botafogo. Arão relembrou uma cotovelada em que recebeu do atacante Roger e que um dia após o lance encontrou com o jogador em um restaurante.

O Flamengo venceu o Botafogo por 2 a 1 e eliminou o rival alvinegro da disputa da Taça Guanabara. Fora de campo, nos arredores do estádio Nilton Santos havia muita confusão e brigas entre as torcidas adversárias. Dentro de campo prevaleceu o respeito, mas algumas jogadas foram mais ríspidas principalmente envolvendo Willian Arão e Róger.

Em entrevista ao programa Bem Amigos, do canal Sportv, o volante Willian Arão revelou detalhes da rivalidade dentro de campo na partida contra o atacante Roger, e revelou que encontrou o adversário em um restaurante um dia após o duelo.

“O jogador tem que dar seu exemplo, e por incrível que pareça, ontem no jogo aconteceu um lance, o Roger me deu uma cotovelada e tomou amarelo. É claro, ele está defendendo o lado dele, eu estou defendo o meu, e a gente teve uma discussão. E hoje eu fui almoçar e eu o encontrei. Eu não parti para agressão, eu não parti para brigar com ele. A gente conversou, ele me pediu desculpas, eu desejei boa sorte para ele e vida que segue“, revelou.

No momento, Arão comentava sobre a confusão entre torcidas que havia tido nos arredores do Estádio Nilton Santos e que terminou na morte de um torcedor do Botafogo. O flamenguista falou que dentro de campo há a rivalidade, mas que o jogador de futebol tem que dar seu exemplo, e que os culpados pela briga devem ser punidos.

Fonte: Torcedores.com e SporTV