Os tempos no Botafogo são de pensamento grande. Contratação de Montillo, duelo pela Taça Libertadores se aproximando… e em meio a tudo isso, um outro jogador recém-chegado quer deixar sua marca também. Joel já chegou a jogar, contra o Nova Iguaçu, no último sábado, mas foi apresentado somente nesta segunda-feira. O atacante tem em Samuel Eto’o uma inspiração, embora não queira se comparar ao também atacante camaronês.

– Comparação, não. Não chego nem aos pés do Eto’o. Se eu chegar a um terço do que ele fez eu já vou ficar muito satisfeito – brincou Joel, de 23 anos, sobre o conterrâneo de 35.

No Glorioso, Joel tenta reencontrar o futebol que lhe fez ser comprado pelo Cruzeiro junto ao Coritiba, após o Campeonato Brasileiro de 2014. Desde então, na Raposa e, ano passado, emprestado ao Santos, ele não brilhou. Desta vez, espera corresponder às expectativas.

– (Fisicamente) Eu cheguei um pouco abaixo, até porque cheguei depois do elenco. Mas em relação a nível físico eu me sinto bem e estou participando normalmente. Joguei 45 minutos no último jogo. Tecnicamente, no decorrer do campeonato as coisas vão se ajustando. Mas hoje me sinto muito bem – garante o atacante.

Joel diz jogar em qualquer posição do meio para frente. O técnico Jair Ventura não o vê como um ponta, mas como um segundo atacante que pode também ser um centroavante. De todo modo, no setor, a concorrência é forte: Roger, Sassá, Rodrigo Pimpão, Guilherme, Pachu, Vinícius Tanque e, por fora, Renan Gorne e o ainda não recuperado Canales.

Fonte: Terra