Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Apresentador crê que Barroca seguirá no Botafogo com Freeland: ‘Padrinho dele é o mesmo’

comentários

Compartilhe

Edilson Silva - Botafogo
Reprodução/Band

A chegada de Eduardo Freeland para a função de diretor de futebol do Botafogo deve significar a permanência de Eduardo Barroca como técnico da equipe na opinião do apresentador Edilson Silva, do programa “Os Donos da Bola“, da Band. O comunicador ainda agiu com certa ironia ao dizer que ambos têm o mesmo “padrinho”.

Acho até difícil tirar o Barroca, porque a ligação é muito forte com eles e o padrinho dele é o mesmo padrinho do Barroca, que está lá no Canadá. Ligou, mandou botar o cara, então está tudo certo, está tudo no mesmo grupo, legal. Mas já é o primeiro ato do novo presidente, quem contratou foi o novo presidente. O sistema passa a ser do novo presidente do Botafogo – afirmou Edilson, aumentando o tom das críticas:

– Não estou criticando, confio nas pessoas que assumiram agora. Mas é uma S/A branca (fazendo sinal de aspas), o Botafogo vive uma S/A branca. A base era só terceirizada, agora o profissional também é terceirizado. É uma S/A branca, que você não conseguiu oficialmente fazer, e você faz ela com a caneta na mão administrando o clube.

Para Edilson Silva, a contratação de Freeland mostra qual será a filosofia do Botafogo para formatar o planejamento visando a Série B de 2021.

– Dá um espelho do que quer o Botafogo pela frente. Se o cara trabalhou até hoje no Botafogo, no Flamengo, na base, agora no executivo ele vai fazer o que? Como não tem experiência no futebol profissional, vai buscar a garotada para botar para jogar. Esse é o perfil que o Botafogo começa a desenhar na Série B.

O comentarista Leonardo Baran, por sua vez, fez uma ponderação.

– É importante ter também alguém com experiência em Série B. Série B é diferente da Série A, você não consegue ganhar com um time só de garotos. As partidas são diferentes, tem menos técnica, mais atrito, mais força – afirmou Baran, sendo completado por Edilson Silva:

– Quando o René (Simões) assumiu o Botafogo (em 2015), tinha nove jogadores lá e você colocava o crachá para ver quem eram os nove. O René fez uma seleção da Série B, trouxe o Arão do Atlético-GO que hoje está no Flamengo e tantos outros. Qual jogador que disputa a Série B que não quer jogar no Botafogo? O jogador sabe que é um time que vai lutar para subir.

Fonte: Redação FogãoNET e Band

Comentários