Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Aprovado na Fifa, veto a investidores fará revolução no Brasil e afetará Botafogo

0 comentários

Compartilhe

O Comitê Executivo da Fifa proibiu os investidores em direitos sobre jogadores, nesta sexta-feira, em medida que será inteiramente implementada em quatro anos. A determinação afetará centenas de jogadores de clubes grandes brasileiros, segundo levantamento do blog. Ou seja, os clubes terão de fazer uma revolução na forma como contratam e levantam dinheiro.

A UEFA exigiu da federação internacional o veto à participação de empresários nos ganhos de transferência de atletas. O Brasil e a América do Sul se opunham porque seus mercados serão mais afetados.

Em seus balanços financeiros de 2013, os grandes clubes brasileiros listam cerca de 400 jogadores fatiados com participação de terceiros nos seus direitos. Isso porque apenas seis dos 12 maiores times nacionais, Palmeiras, Santos, Botafogo, Flamengo, Corinthians e São Paulo, detalharam as informações sobre seus atletas.

O advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito esportivo internacional, classifica como “monstruoso” o impacto no Brasil da aprovação da nova regra:

“O Brasileiro é o sexto principal do mundo. Nas 5 principais ligas, com exceção de alguns clubes espanhóis, não há dependência de empresários e investidores para contratações. Os clubes se mantém com seus próprios recursos. Em um momento como este, de total rediscussão do futebol brasileiro, é chegada a hora de colocar este item na pauta: os clubes tem que apreender a viver com recursos próprios, caso contrário a ciranda da dependência financeira externa nunca vai acabar”, afirmou ele.

Veja abaixo as informações dos clubes sobre direitos de seus atletas no profissional e nas categorias de base ao final de 2013:

São Paulo

Eram 75 jogadores do elenco  com participação de terceiros. Entre eles, o principal é Paulo Henrique Ganso. No total, o clube detém 32% sobre seus direitos, e a DIS, o restante.

Flamengo

Eram 89 atletas com direitos divididos com empresários. Quando o artilheiro Hernane foi para um clube árabe, o time rubro-negro ficou com 50%. No elenco, o zagueiro Samir tem 60% dos direitos vinculados à equipe carioca.

Corinthians

O clube listava 15 jogadores com participação de terceiros, mas o número é maior visto que só foram relacionados os principais. Entre os jogadores do elenco, está o zagueiro Gil, do qual o clube detém 90%.

Palmeiras

O time relacionava 117 jogadores com direitos divididos com terceiros, de um total de 195. Para se ter ideia, havia atletas até do sub-14 que o clube alviverde não tem participação integral.

Santos

A lista do Santos tinha 54 jogadores divididos com investidores. Entre eles, estava o atacante revelação Gabigol, do qual o time santista tem 60% dos direitos.

Botafogo

O clube alvinvegro mostrava poucos jogadores como Jádson e Doria entre os que tinham seus direitos fatiados. Empresas como Companhia de Participações Esportivas., MFD, e Hefesto Consultoria estava entre os sócios.

Comentários