O ataque do Botafogo vai ter mais uma chance de engatar no Brasileiro neste domingo, às 11h, contra o Vitória, em Volta Redonda, pela sétima rodada do campeonato. Último colocado, com quatro pontos, o time alvinegro é o menos efetivo ofensivamente até aqui: apenas três gols marcados.

A dupla de ataque foi mantida em mistério pelo técnico Ricardo Gomes no treino deste sábado, no Cefat, o último antes do jogo contra o Vitória. O veloz Sassá briga por uma vaga com Ribamar e Anderson Aquino, titulares na derrota por 3 a 0 contra o Santos, no último fim de semana. Luis Henrique segue machucado e novamente não será opção.

Anderson Aquino, de 29 anos, parece em ligeira vantagem para ficar com uma vaga no ataque titular. Na sexta, o técnico Ricardo Gomes citou que uma das dificuldades do Botafogo neste Brasileiro é a falta de jogadores com bagagem na Série A.

Ribamar, de 18 anos, disputa a competição pela primeira vez. Sassá (22) atuou esporadicamente pelo próprio Botafogo entre 2013 e 2014, quase sempre como reserva. O amadurecimento rápido é um desafio para o treinador, que espera ver seu time fora da zona de rebaixamento o mais rápido possível:

— Temos poucos jogadores com um bom número de jogos na Série A. Dá para fazer (amadurecimento), mas é com muita conversa, treino e vídeo — afirmou Gomes.

O departamento médico lotado é outro desafio para o Botafogo: além de Luis Henrique, são desfalques o goleiro Jefferson, o zagueiro Carli e os volantes Rodrigo Lindoso e Dudu Cearense — esta última baixa foi confirmada neste sábado.

O volante Airton, por sua vez, deve voltar ao time titular. Ele vinha fora por lesão desde o empate em 2 a 2 com o Flamengo, no início de abril, pelo Campeonato Carioca.

Fonte: O Globo Online