Há dois dias no comando do Botafogo, o técnico Eduardo Barroca contou, nesta quinta-feira, com a presença de dois profissionais que vão ajudá-lo na preparação da equipe para a disputa do Campeonato Brasileiro, que terá início no sábado, dia 27, diante do São Paulo, no Morumbi. São eles: Alfredo Montesso, experiente auxiliar técnico de 56 anos que esteve no time alvinegro em 2015, e o preparador físico Anderson Gomes, que estava com Barroca no Corinthians e também trabalhou com o profissional quando esteve na equipe sub-20 botafoguense.

“O Barroca é um treinador muito promissor, inteligente e de uma intensidade de trabalho muito grande. Tudo isso me estimula muito a voltar e estar concentrado e focado em trabalhar. Encontro um Botafogo diferente, bem mais organizado do que encontramos em 2015”, disse Montesso, que destacou a responsabilidade de auxiliar a levar a equipe novamente às vitórias.

“É um desafio extremamente difícil no momento em que o clube precisa de resultados imediatos. Quatro ou cinco jogadores permaneceram de uma temporada para outra. Hoje temos um grupo sólido e competente. Temos que reorganizar, trazer esses jogadores para junto do trabalho. O Botafogo sempre teve essa característica de crescer muito no trabalho conjunto e trazer jogadores do mercado para um potencial muito maior.”

Com dez dias de treinos até a estreia no Brasileiro, Montesso acredita em uma boa largada na competição, na qual a equipe enfrentará o São Paulo em sua estreia, no. “O principal é que essa comissão técnica que encontramos aqui trabalha junto há muito tempo, o que facilita muito a comunicação. É muito mais rápido para o treinador a chegada das informações pelo relacionamento entre todos. O Barroca já disse das características que vamos encontrar nesses nove primeiros jogos, o que é muito interessante e temos que estar muito focados em buscar o máximo de pontuação possível”, disse.

Após bom trabalho com o time sub-20 do Botafogo, Anderson Gomes seguiu para o Corinthians ao lado de Barroca e lá também obtiveram sucesso até o convite de retornar ao clube carioca. “Já tive a oportunidade de trabalhar com o Alfredo antes em outro clube e é fundamental essa sinergia não só com o Alfredo e Barroca, mas com todo o departamento. Todo mundo faz parte do projeto, do processo e estão inseridos na programação do trabalho. Todos são importantes.”

O preparador físico também aposta que o tempo até a estreia no Brasileiro é suficiente para um bom desempenho inicial. “Já estávamos acompanhando o que vinha sendo feito aqui. Será uma maneira de colocar o nosso pensamento em termos de futebol nesse período que é muito importante para isso”, ressaltou.

Fonte: Terra