Técnico do Botafogo, Eduardo Barroca não poderá contar com o volante Cícero para a partida contra a Chapecoense, válida pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro. As baixas, por sinal, têm sido uma constante no time após a pauta para a Copa América, e o treinador se vê obrigado a colocar o elenco à prova.

Desde o retorno das competições oficiais, Barroca tem montado um quebra-cabeça a cada partida por diversos motivos. Erik, que vinha sendo titular, foi para o Yokohama Marinos, do Japão. Além disso, o lateral-esquerdo Gilson, o zagueiro Gabriel e o volante João Paulo já tiveram de cumprir suspensões. Por fim, o zagueiro Joel Carli e o volante Alex Santana sofreram com problemas musculares.

Isso sem contar Biro Biro, afastado após problema cardíaco e ainda sem data para retorno. O técnico ainda lidou com os casos dos emprestados Gabriel, que não pôde enfrentar o Atlético-MG pela Sul-Americana, e Jean, impedido de encarar o Corinthians.

Na derrota para o Corinthians, válida pela última rodada do Brasileirão, o treinador utilizou Rickson, que até então tinha recebido poucas oportunidades, e Marcos Vinícius, que estava emprestado à Chapecoense e retornou a General Severiano antes do previsto.

Os desfalques vieram justamente no momento em que Barroca via chance de começar a traçar estratégias mais a longo prazo. Para suprir as ausências, o treinador vem improvisando, como quando usou Cícero como zagueiro contra o Galo, ou fazendo uso da “mão de obra” vinda da base, como o atacante Lucas Campos.

“A gente tem que tirar as lições coletivas e individuais dos problemas que tivemos contra o Corinthians para levar como soluções para o jogo com a Chapecoense”, disse o treinador.

O comandante alvinegro ressaltou a importância de apresentar uma melhora na próxima rodada, já que o jogo ganhou importância com o revés em São Paulo.

“A partir de hoje vamos começar a pensar na Chapecoense para formatar um estilo de jogo adequado. Um jogo importante, dentro de casa. Para que a gente trabalhe na nossa plenitude e alcance a vitória”, declarou.

Fonte: UOL