Foco nos objetivos é a ordem do dia no Botafogo para tentar superar o Internacional, neste sábado, no Beira-Rio. Na véspera da partida pela 17ª rodada o Brasileirão, o treinador Eduardo Barroca admitiu falhas e limitações na equipe, mas mostrou confiança no trabalho feito a base de muita conversa e metas consideradas tangíveis pela comissão técnica.

– A gente tem o problema que todos estão falando, que é o número de gols, e reconhecemos isso. Eu entendi que precisávamos dividir o campeonato em objetivos um pouco mais curtos para conseguir mensurar esses pequenos objetivos e ter espaço para mensurar, reavaliar, reajustar, corrigir pequenos momentos. Se a cada ciclo de quatro jogos eu conquistar sete pontos, estarei muito próximo de estar disputando nosso objetivo principal – explicou Barroca.

Para a partida, Barroca tem feito testes e ainda tem dúvidas sobre a formação ideal.

– Vou fazer mais alguns ajustes hoje, mas a gente deve tramitar entre as três opções que treinei ontem (quinta-feira). Com o Diego Souza de meia, entrando com um centroavante. Uma segunda alternativa é a manutenção da equipe que pegou a Chapecoense. Uma terceira seria a entrada do Fernando para ter uma linha de quatro mais consistente, com Marcinho trabalhando um pouco mais à frente. Vou observar isso no treino – disse Barroca, antes da atividade desta sexta-feira.

Sem acomodação

O empate sem gols com a Chapecoense, em casa, na última segunda-feira, serviu como parâmetro para a correção de erros e reforço dos acertos durante a semana, segundo Barroca. O treinador garantiu que não vai faltar empenho dentro do grupo para brigar por objetivos maiores no Brasileirão.

– Deixei muito claro depois do jogo com a Chapecoense que não foi o resultado que a gente gostaria, em nenhum momento ficamos satisfeitos com o empate em casa. Mas a gente precisa entender os momentos da competição, deveríamos ter vencido. Mas não podemos voltar atrás. Tenho preocupação grande em cobrar os jogadores naquilo em que não estão indo bem, e “positivá-los” no que está dando certo. Não é falta de trabalho, cobrança e dedicação. Temos chances de brigar por algo maior – completou.

Botafogo e Inter são concorrentes diretos para entrar no G-6 do Campeonato Brasileiro, zona que dá direito à classificação para a fase preliminar da Libertadores do próximo ano. O Colorado é sétimo colocado, com 24 pontos, enquanto o Alvinegro ocupa a nona colocação, com 23. Os dois times se enfrentam, nesta sábado, às 21h, no Beira-Rio, pela 17ª rodada.

Fonte: Terra