A final do Campeonato Carioca de basquete rendeu emoções até o último suspiro. O Botafogo conseguiu segurar o bom volume de jogo do Flamengo em comparação à primeira partida, mas não conseguiu forçar o terceiro embate. Com isso, os Rubro-negros venceram por 83 a 73, nesta quinta-feira, no Oscar Zelaya, e se consagraram campeões da competição. Além disso, cravou o 13º título consecutivo do Estadual e confirma hegemonia na história.

Do lado do Flamengo, Deryk Ramos, com 14 pontos e cinco rebotes; Marquinhos: 14 pontos e quatro rebotes. Para os botafoguenses, Jamaal, destoou, e Cauê Borges ajudou a equipe.

Como era um jogo decisivo, a tensão era evidente nos olhos dos atletas. Deste modo, tanto Botafogo como Flamengo começaram a se estudar, mas logo desencadearam os pontos. Os rubro-negros abriram o placar e os alvinegros tiveram que ir atrás do prejuízo. O pivô Anderson Varejão teve muita liberdade para arremessar as bolas para cesta.

O treinador do Glorioso, Léo Figueró, teve que fazer parada técnica para consertar as falhas da equipe. A opção de contra-ataque dada pelos botafoguenses aos flamenguistas era feita com frequência. As bolas de três também caíram para a equipe de Gustavinho. Ao final, 19 a 12.

No segundo período, a equipe do Botafogo demostrou mais desenvoltura e confiança. A vantagem caiu para dois pontos, nos três minutos iniciais, isso deu empenho. E próximo da metade, o desempenho nas parciais caiu por conta dos erros de arremessos e partida mais brigada no chão, com os sistemas defensivos sendo priorizados.

Próximo do término, o técnico Léo Figueró parou novamente para organizar equipe. Deu certo, na primeira tentativa de arremesso de três pontos, o Botafogo colocou dentro. Mas as falhas permaneciam. Nos segundos finais, houve uma sequência de dois acertos de bolas de três pontos, para as equipes, o que animou a torcida no Oscar Zelaya. Resultado final: 38 a 32.

No retorno para a segunda etapa, o Flamengo iniciou com cinco pontos de vantagem, e colocou pressão nos botafoguenses. Porém, não foi problema, o ataque Glorioso começou a agir. Em dois contra-ataques e uma bola de três, de Ansaloni, a partida ganhou em ânimo para os donos da casa e na torcida presente no Ginásio. A vantagem que era de dez passou para um. Cauê Borges e Jamaal comandaram o sistema ofensivo

Nos minutos finais, as equipes se alternaram no marcador. Ninguém conseguia imprimir vantagem e a decisão do Campeonato foi confirmada no último e derradeiro quarto. Seria o Flamengo campeão ou o Botafogo forçaria o terceiro jogo. Ao final: 54 a 54.

No quarto período, o Botafogo liderou o placar pela primeira vez, com a cesta de Coelho, e abriu cinco pontos de vantagem, em menos de dois minutos. Com isso, o Urubu foi obrigado a correr atrás do resultado e não deixou o alvinegro se distanciar para conseguir decidir o jogo.

No minuto final, o Flamengo conseguiu abriu três pontos de vantagem. Antes disso, o armador Ansaloni arremessou uma bola de três, contudo, foi no aro e acabou desperdiçando a oportunidade de passar a frente. Em seguida, tempo técnico pedido pelo treinador dos donos da casa. Entretanto, a equipe rubro-negra tem gás e cravou título.

Fonte: Terra