BOTAFOGO 0 x 1 SANTOS.

O time de Eduardo Barroca voltou a esbarrar na carência ofensiva do seu elenco, e perdeu.

Resultado frustrante, claro, mas aceitável sob o ponto de vista pragmático.

O time de Jorge Sampaolli é o líder em posse de bola no Brasileiro, com média de 58% e isso mostra que é uma equipe que sabe controlar o jogo.

Fora a qualidade ofensiva, com o quarteto Carlos Sachez, Eduardo Sascha, Solteldo e Uribe alternando posições.

Em nenhum momento o Botafogo pôde se sentir confortável e, mesmo com o mando de campo, esteve sob o domínio do adversário.

A saída de Alex Santana me pareceu equivocada justamente por conta disso, porque era um jogo em que o Botafogo precisava ter o controle.

Principalmente, com a expulsão de Lucas Veríssimo, quando passou a ter em campo um jogador a mais.

Mas a equivocada expulsão do lateral Gílson me pareceu ter sido mais determinante para a derrota do que a troca de Alex por Victor Ragel.

O Botafogo (8) só fez mais gols no Brasileiro do que CSA (3) e Avaí (4), os dois últimos colocados na competição.

Barroca vai ter de encontrar a solução para esta carência ofensiva.

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online