O Botafogo obteve no empate em 1 a 1 com o Santos, na Vila Belmiro, o seu décimo-terceiro ponto nos cinco últimos jogos.

Um novembro espetacular para um time que fechou outubro na 15ª colocação, com 35 pontos, a um ponto do primeiro colocado no Z-4.

O time de Zé Ricardo venceu Corinthians, Flamengo, Chapecoense e Internacional – três deles no Estádio Nilton Santos.

Hoje está na nona posição, a onze pontos do Z-4, jogando apenas pela consolidação entre os dez primeiros.

Nos dois últimos jogos, terá pela frente o lanterna Paraná, no Rio, e o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Com um pouco de sorte, periga repetir o sétimo lugar do Brasileiro do ano passado, dessa vez somando 54 pontos, dois a mais do que em 2017.

Apesar dos escassos recursos financeiros, o ano acaba ao menos de forma digna.

Tudo bem que a eliminação na Copa do Brasil, logo na primeira rodada, em fevereiro, perdendo para o inexpressivo Aparecidense, por 2 a 1, foi vexatória.

Mas a conquista do Estadual, somada à boa campanha até às oitavas de fiina da Sul-Americana e o aproveitamento regular no Brasileiro, amenizaram o amargor.

A diretoria agora tenta não repetir os erros no planejamento feito no ano passado para almejar um 2019 melhor.

Vejamos…

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online