Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Blog: ‘Estudo comprova o óbvio: sacanearam o Botafogo ao interditarem o Niltão’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Eu aposto que nenhum botafoguense está surpreso. Mas, segundo um novo estudo, realizado pela DFA Engenharia e pela Controlatto e divulgado pela Rádio CBN, a intedição do Estádio Nilton Santos em 2013 não era necessária. Dessa forma, foram gastos R$ 100 milhões em uma obra que não precisaria existir. E, acreditem, esse foi o menor prejuízo dessa historia toda.

O déficit técnico e financeiro do Botafogo foi absurdo. Reza a lenda que, à época, o clube negociava uma generosa venda de Naming Rights – ou seja, receberia um excelente dinheiro em troca do nome do seu estádio. Além disso, nos tomaram na marra a nossa casa no ano em que montaríamos nosso time mais competitivo, nos obrigando a jogar no Maracanã durante duas longas temporadas.

De concreto, sabemos que a Odebrecht, através da alemã SBP, entregou à Prefeitura um laudo. Nele, a empresa alegou que a cobertura do estádio corria riscos de desabar em caso de ventos com mais de 63 km/h. Na mesma hora, o prefeito Eduardo Paes lacrou o local e deixou o Glorioso sem sua casa.

A mesma Odebrecht havia vencido a licitação do Novo Maracanã. Com o fechamento do Niltão, os clubes se viram obrigados a fecharem contratos com o novo consórcio, mesmo que engolindo a seco diversas desvantagens.

Cristina Dissat / Fim de Jogo

Cristina Dissat / Fim de Jogo
Muitas obras foram feitas no Niltão, todas desnecessárias

Durante todo o processo, o pior presidente da historia do Botafogo de Futebol e Regatas, Maurício Assumpção – que, por acaso, era filiado ao mesmo partido do prefeito, o PMDB – permaneceu calado e completamente omisso. Até hoje, é um mistério o fato de ele não ter sequer se manifestado de forma contundente contra o escândalo que aconteceu no Estádio Olímpico.

Agora, fica a pergunta mais importante: quem pagará o prejuízo? Num país sério, ninguém impune. Investigações severas e profundas às práticas ostensivas em relação ao nosso estádio deveriam estar rolando a pleno vapor. Da mesma forma, esperamos da atual diretoria uma postura séria em defesa dos nossos direitos, incluindo o ressarcimento de todo o valor perdido.

Desde o fechamento indevido do nosso estádio, caiu a grade do Morumbi, caiu o Eduardo Cunha, caiu a Dilma, caiu o Eduardo Paes, caiu a ciclovia, caiu o Vasco, caiu o Fluminense (e não pagou), caiu o WhatsApp, mas o Niltão continua lá; de pé, imponente, sobrevivendo também a ventos muito mais fortes que 63 km/h.

Não esperamos nada além da justiça.

Saudações Alvinegras

Notícias relacionadas
Comentários