É preciso separar as coisas.

O Botafogo vai enfrentar o Flamengo no sábado e não irá jogar somente contra Willian Arão.

O jogo é muito importante e um resultado positivo classifica o Botafogo para as semifinais e pode, dependendo da rodada, deixar o Flamengo perto da eliminação.

Botafogo e Flamengo por si só já é um clássico de muita tradição. Não precisa de mais ingredientes.

O caso envolvendo Arão acirra ainda mais a rivalidade existente e instiga, provoca e mexe com o torcedor alvinegro.

Os jogadores do Botafogo porém não podem perder o foco e se deixarem contagiar pelo sentimento de vingança da torcida.

Willian Arão idem.

É óbvio que ele será provocado, vaiado e xingado nas arquibancadas. Já foi assim quando o Botafogo se despediu da Série B contra o América-MG no Engenhão no ano passado.

Hoje então nem se fale.

O torcedor vê em Airton como defensor. Uma espécie de justiceiro. Airton deve ter cautela e não deve se perder nesse sentimento de vingança.

Ele amadureceu sob comando de Ricardo Gomes, tem jogado futebol e deixou a fama de violento e maldoso no passado.

Fonte: Blog Bate-Pronto - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes