Bota sofre com ações judiciais e tem R$ 90 mil penhorados

Compartilhe:

Após quitar quase todas as dívidas com os jogadores com a venda de Vitinho, o Botafogo volta a ter problemas no caixa do clube. No empate contra o Flamengo nesta quarta-feira no Maracanã, oficiais de Justiça chegaram às 18h para cumprir os mandados de penhora da renda da partida a favor de dois credores. Eles ficaram a postos nas bilheterias abertas que estavam comercializando os ingressos.

A penhora se refere apenas aos ingressos comercializados nesta quarta-feira. Acionado para tentar impedir os oficiais do cumprimento judicial, o departamento jurídico do Botafogo conseguiu agir e apenas R$ 90 mil foram penhorados. O total da renda foi de mais de R$ 1 milhão, porém os mandados eram apenas para os ingressos vendidos no dia da partida.

Na semana passada, o ex-jogador Fábio Tavares conseguiu a revogação da decisão judicial que havia suspendido as execuções de penhora. O presidente do Tribunal de Justiça do Rio havia concedido suspensões das penhoras enquanto o Botafogo tenta voltar ao Ato Trabalhista, que estipula porcentagens baixas das receitas a serem bloqueadas.

Nesta semana, Tavares e o ex-zagueiro Jorge Luís conseguiram penhorar as rendas dos jogos do Botafogo a partir de agora. Além disso, as receitas do clube obtidas pela IMX e o Consórcio Maracanã, responsáveis pelo estádio, foram bloqueadas. Na última semana, os advogados do consórcio tentaram impedir o cumprimento do mandado, mas não obtiveram sucesso.

 



Fonte: O Globo Online
Comentários