O Botafogo é o 12º clube a assinar a manifestação em que os clubes pedem o afastamento imediato de Paulo Schmitt, da Procuradoria do STJD. O documento já foi entregue ao órgão. Endereçado também à CBF, a entidade ainda não recebeu o abaixo-assinado.

“Nosso representante só não assinou ontem porque não conseguiu falar comigo”, disse o dirigente.

O documento foi elaborado durante os intervalos da reunião de clubes pela criação da Liga Sul-Americana, que foi sediado nesta quinta-feira, no Morumbi. O Blog apurou que não houve divergências quando o assunto foi proposto. Apenas discussões sobre as argumentações que constariam do documento.

Assinaram até agora: Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco.

No documento, eles pedem “alternância de poder” nas estruturas do Tribunal e mais transparência:

“Ademais, cumpre destacar que os episódios nos quais o Dr. Paulo Marcos Schmitt foi implicado, notadamente os que dizem respeito a utilização de ingressos para a Copa do Mundo 2014 no Brasil, bem como a influência de terceiros em decisões de competência da Justiça Desportiva do Futebol, lamentavelmente colocam em xeque sua imparcialidade e isenção devidas no exercício de sua função”, continua a carta enviada à sede da confederação brasileira de futebol (CBF).

A manifestação veio à tona após matéria da ESPN que revela mensagens trocadas entre o procurador e membros da cúpula da CBF, que indicam direcionamento e estratégias em comum nas decisões do órgão.

Paulo Schmitt nega que direcione os votos e que atue com imparcialidade nos julgamentos.

A CBF não se manifestou sobre estes pontos. Apenas informou que o abaixo-assinado ainda não chegou à sede da entidade.

Fonte: Blog da Gabriela Moreira - ESPN.com.br