Com exceção de Marcinho, o Botafogo encontrou caminhos positivos nas renovações dos jogadores criados na base até aqui. Em abril, a diretoria chegou a acordos com Marcelo Benevenuto, Kanu e Caio Alexandre, que tinham vínculo expirando em dezembro. O lateral, por sua vez, não parou para conversar com os dirigentes do Alvinegro, que começam a “jogar a toalha” na situação.

Outro jogador nesta mesma condição contratual é Fernando, mas o Comitê Executivo de Futebol ainda não iniciou nenhum tipo de negociação com o lateral-direito. O defensor, assim como os outros quatro companheiros de elenco, também tem o vínculo acabando em dezembro.

Isto não quer dizer que o Botafogo não vai buscar a renovação de Fernando. Pelo contrário, já que o lateral-direito é visto com potencial pelas pessoas da comissão técnica e diretoria. Ao LANCE!, Carlos Augusto Montenegro, membro do Comitê Executivo de Futebol, explicou o motivo da falta de negociações com o lateral-direito.

– Ainda não (procuramos o Fernando). Fizemos primeiro o que a gente achava que era prioridade. O Marcinho nunca procurou a gente para falar disso. Se ele quiser continuar no clube, tudo bem, a gente senta para falar. O Fernando também. Está tudo parado. Não vou ficar ligando para eles em férias para falar de renovação – afirmou.

Na atual temporada, Fernando fez cinco jogos pelo Botafogo. O jogador de 21 anos estreou na equipe principal do Glorioso no ano passado, quando somou 24 aparições.

Fonte: Terra